Guias de políticas

Apresentação dos Guias de políticas

A Delta 8.7 visa ajudar os decisores políticos a compreender as “medidas eficazes” para acabar com o trabalho forçado, a escravatura moderna, o tráfico de seres humanos e o trabalho infantil, que os Estados Membros se comprometeram a adotar até 2030, conforme estabelecido na Meta 8.7 dos ODS. Desde o lançamento da plataforma, em setembro de 2018, que trabalhamos para melhorar o acesso dos agentes políticos a informações e dados fiáveis ​​sobre “o que funciona”. Isto incluiu o desenvolvimento de painéis do país, um Fórum para a troca de dados de investigação e evidências recentes, e resumos temáticas de introdução.

Entre hoje e março de 2021, a Delta 8.7 vai desenvolver três “Guias de políticas”, que substituirão estas Perspetivas temáticas. Enquanto que as Perspetivas temáticas visavam fornecer aos agentes políticos uma forma simples de evidenciar e refletir sobre um aspeto específico da exploração da Meta 8.7 dos ODS, ou respetivas respostas, os Guias de políticas têm um objetivo um pouco mais ambicioso: fornecer um apanhado de “o que funciona” para alcançar a Meta 8.7 dos ODS.

Estes Guias de políticas serão publicados até ao final de março de 2021. Cada um procura identificar a combinação de políticas multilaterais e nacionais necessárias para acelerar o progresso em relação à Meta 8.7 dos ODS num dos três grandes domínios de políticas:

  1. Justiça– incluindo justiça penal e civil, interações com e apoio aos sobreviventes, incluindo o papel do setor da saúde;
  2. Mercados– incluindo todos os aspetos da política económica, comercial e financeira, incluindo política de desenvolvimento e cadeias de abastecimento;
  3. Crise– incluindo resposta a conflitos, a crises e humanitária, bem como migração.

O público-alvo destes guias são, especificamente, decisores políticos a nível nacional e multilateral. Não procuramos ditar aos decisores políticos como devem organizar-se para alcançar a Meta 8.7 – porque isso requer uma compreensão dos problemas específicos em cada país, os recursos disponíveis para os resolver e outros fatores contextuais. Em alternativa, procuramos fornecer um recurso político baseado em evidências que seja útil em vários contextos, e para agentes políticos a nível mundial, incluindo os que concebem estruturas de políticas multilaterais.

Consulta pública

O nosso objetivo é realizar um processo de elaboração aberto, transparente e altamente credível, que combine rigorosas análises e evidências científicas com perspicácia política. Para este efeito, além de reunir três grupos de trabalho de especialistas globais que serão responsáveis ​​pelo desenvolvimento destas orientações, a Delta 8.7, entre hoje e março de 2021, realizará três consultas públicas:

Consulta pública sobre o processo e apelo à apresentação de candidaturas

Apresentação pública de evidências

Consulta pública sobre projetos de Guias de políticas

Nesta primeira consulta pública, pode participar/contribuir através de uma ou mais das seguintes formas:

1) Candidatar-se a integrar um dos três Grupos de trabalho de especialistas globais

Se estiver interessado em candidatar-se:

Consulte o Preâmbulo dos guias de políticas que estabelece o plano dos guias na íntegra.

Leia as Perguntas frequentes aqui.

Preencha este formulário de candidatura e envie o seu CV.

O prazo para a apresentação de candidaturas é: 26 de maio

Se tiver alguma dúvida, entre em contacto com: Angharad Smith – angharad.smith@unu.edu

2) Comentar o Preâmbulo dos guias de políticas

A Delta 8.7 convida a partilharem comentários sobre o Preâmbulo das orientações de políticas.

Contacte Angharad Smith – angharad.smith@unu.edu se tiver comentários e sugestões sobre o processo.

O prazo para o envio de comentários é: 26 de maio.